TOXICIDADE DAS TINTAS

 

tinta-acrilicaA toxicidade das tintas é sempre esquecida pelos incautos cheios de criatividade. Em geral tem-se como tóxica a tinta a óleo e como inócuas as tintas acrílicas, guache e aquarelas. A tinta acrílica não é inofensiva como se pensa e nem a tinta a óleo é a vilã do pedaço.

Há dois componentes básicos nas tintas: o pigmento e o aglutinante.

Muito1191443659222_bigphoto_0s pigmentos são tóxicos ou irritantes para pele e mucosas. São mais ou menos refinados e mais ou menos puros, de acordo com o tipo e qualidade da tinta. Como exemplo de pigmentos tóxicos podemos citar os que são a base de chumbo, cobalto, cádmio, cromo, entre outros. Apenas o uso do chumbo em tintas, no Brasil, é regulado por lei – 11.762, que limita sua concentração a 0,06%:

Art. 2o É proibida a fabricação, comercialização, distribuição e importação dos produtos referidos no art. 1o desta Lei com concentração igual ou superior a 0,06% (seis centésimos por cento) de chumbo, em peso, expresso como chumbo metálico, determinado em base seca ou conteúdo total não volátil.

iron_oxide_pigments

Os componentes tóxicos das tintas só provocarão doenças se forem inalados, ingeridos ou absorvidos pela pele e mucosas. Os artistas costumavam preparar suas próprias tintas e, para isso, manipulavam o pó que acabavam por inalar. O uso de tintas já prontas elimina o problema da inalação do pó, mas se sujar as mãos com as tintas, mesmo com as aquarelas, você corre o risco de absorver um pouco do pigmento e/ou aglutinante. Os danos à saúde, entretanto, só ocorrerão se o uso descuidado for por longo tempo (meses ou anos) ou se a quantidade absorvida for muito grande.

pinceis-2O aglutinante é outro problema. O óleo de linhaça usado atualmente nas tintas a óleo não é tóxico, pois o seu processamento elimina os componentes nocivos. Antigamente os artistas usavam o óleo cru, extraído a frio, por isso era tóxico. Entretanto, há um péssimo hábito de se usar solventes inorgânicos para limpeza de pincéis e das mãos. Tais solventes são altamente voláteis e tóxicos. Mas o que a maioria não sabe é que são absolutamente dispensáveis. Basta que se mantenha os pincéis mergulhados em óleo de linhaça enquanto se trabalha. Para limpá-los, é só mergulhá-los em óleo de linhaça, retirar o excesso com um trapo e lavá-los com água e sabão. De quebra você consegue conservar mais tempo o seu pincel, pois o solvente resseca os pelos e os torna quebradiços. O óleo, ao contrário, os mantém macios. O único inconveniente é o preço maior do óleo de linhaça, mas como “sua saúde não tem preço”, isso é insignificante.

A tintagato-final-pastel acrílica, tida como inofensiva, na verdade, é bastante tóxica. Seu aglutinante é um polímero sintético altamente volátil, o que faz com a tinta seque rapidamente. Nesse processo, tais polímeros são inalados, portanto, ao usá-la, mantenha o ambiente bastante ventilado. Nunca use essa tinta em ambientes fechados.

barras_pastel-3As tintas deveriam trazer em seu rótulo o grau de sua toxicidade, mas não há uma regulamentação nesse sentido, no Brasil. Sempre procure tais informações e, se não as encontrar, mude de marca. A falta de conhecimento sobre a toxicidade das tintas representa um sério risco para a saúde, pois as pessoas se tornam descuidadas e deixam até crianças usarem o produto. Nem mesmo as tintas escolares possuem sua composição ou toxicidade claramente estampada nos rótulos das tintas brasileiras. Ainda temos o problema do descarte das tintas que estragaram ou se tornaram inservíveis e dos solventes inorgânicos usados. Não devem ser descartados nem na rede de esgotos e nem no lixo, mas, novamente, no Brasil não há alternativas razoáveis.

guacheRecomendações:

Sempre trabalhe com tintas em ambientes ventilados; evite sujar as mãos e, caso isso ocorra, lave-as bem com água e sabão; caso tenha que manusear pincéis sujos para lavá-los, use luvas; se for usar solventes, evite os compostos derivados de petróleo; procure saber sobre os componentes das tintas que usa no site dos fabricantes; para as crianças, prefira lápis de cor ou giz de cera se tiver dúvidas quanto à qualidade da tinta.

Observação

Recebi uma pergunta por e-mail de Vitor Zuntini e, como achei que poderia ajudar alguém mais, transcrevo a pergunta e a responta a seguir:

Olá boa tarde tudo bem? Sou o Vitor, tenho 22 anos e sou profissional na área de comunicação visual.
Estive fazendo uma pesquisa sobre os malefícios das tintas que podem causar.
Pois bem achei seu contato e estou muito preocupado, pois comecei a trabalhar com 13 anos, sendo assim, fazem 9 anos que tenho contato direto com uma, que são chamada de eco solvente em um ambiente que possui ventilação mas ainda é um pouco abafado o recinto, eu queria saber quais os risco eu corro? (É uma máquina de impressão digital que faz adesivos) e qual profissional posso procurar pra me auxiliar se posso sofrer alguma coisa no futuro, desde já muito obrigado fico no aguardo
Boa noite Vitor.

Embora o eco-solvente seja mais brando que os solventes mais agressivos, ele é composto por etanol e acetona e provoca irritação e queimaduras nas mucosas, olhos e pele.
Exposição intensa ou prolongada a esses compostos podem afetar os rins, fígado e nervos.
Inalação constante pode provocar sonolência e tontura.
Num ambiente pouco ventilado, a solução é usar EPI adequado, incluindo a máscara própria.
Outra solução é usar exautores na área de trabalho.
Espero ter ajudado.
Atenciosamente,

Iriam Starling.

Anúncios

Sobre iriamstar

Sou ilustradora médica há mais de 30 anos. Formada em medicina com residência em cirurgia geral. Também formada em Artes Plásticas, além da pós-graduação em administração pública. Amo tudo que faço.
Esse post foi publicado em Ilustração Médica. Bookmark o link permanente.

38 respostas para TOXICIDADE DAS TINTAS

  1. Chahira disse:

    Olá, você teria alguma informação sobre as tintas sublimáticas, será que são tóxicas por se tornarem gás no processo de impressão?

    Curtir

    • iriamstar disse:

      Olá Chahira.
      Essa é uma boa pergunta, pois as tintas sublimáticas são relativamente novas no mercado e foram desenvolvidas paralelamente à evolução dos equipamentos de impressão informatizados.
      Como toda tinta, elas são formadas por uma substância que lhes dão corpo, o veículo, e as que lhe dão cor, os pigmentos ou corantes, e ainda substâncias adicionais que lhes conferem características particulares.
      O veículo das tintas sublimáticas são resinas acrílicas, os corantes e pigmentos são os mesmos utilizados para outras tintas e entre os componentes adicionais temos os fenóis, que são substâncias voláteis e também tóxicas.
      Veja que algumas marcas, mais baratas, especialmente as importadas da China, além dos fenóis, elas usam metais pesados e outras substâncias altamente tóxicas na fabricação das tintas.
      Prefira marcas que se preocupam com o meio ambiente e usam água, no lugar de fenóis, não usam metais pesados ou outros aditivos restritos.
      Mesmo essas tintas são tóxicas, por conta da resina. Assim, valem as mesmas recomendações do meu artigo:
      Usar luvas, óculos e roupas de proteção para manusear a tinta. O ambiente deve ser bastante ventilado.
      Deve ter cuidado também com o descarte das embalagens. Elas não devem ir para o lixo comum, pois contaminam o solo e lençol freático.
      Espero ter ajudado.
      Abraços.

      Curtir

  2. Silvia Monteiro disse:

    Que tipo de tinta posso utilizar com crianças que vão pintar a rua em frente de casa?

    Curtir

    • iriamstar disse:

      Silvia,
      A rua já é um lugar bem ventilado, o que é um problema a menos.
      Imagino que a área a ser pintada é grande, portanto, servem as tintas à base de látex ou mesmo as acrílicas.
      É quase impossível que as crianças não se sujem de tinta, logo, tenha o cuidado de que elas estejam usando uma roupa velha, pois certamente ficarão arruinadas.
      Outro cuidado é lavar bem as mãos com água e sabão após o trabalho concluído. Se for possível faça-as usar luvas, mas não se preocupe se isso não for viável. Um contato eventual com tintas não vai intoxicá-las.
      O maior problema está relacionado a artistas e outros profissionais que trabalham diariamente com tintas, sem a proteção adequada e num ambiente pouco ventilado.
      Então, leve a criançada para a rua e deixe-as se divertirem.
      Abraços.

      Curtir

  3. Jorge disse:

    Posso usar tinta acrilica para pintar meu corpo inteiro?’

    Curtir

  4. Emerson Caio disse:

    Olá ! Tenho uma grande duvida , eu pinto já um tempo ,estou procurando fazer minhas próprias tintas devido as tintas pra pinturas em tela serem muito caras e pinto geralmente muito quadros grandes .Queria trabalhar com uma tinta que seja mais segura possível . Qual seria melhor acrílico ou óleo? O bom do acrílico que ele seca rápido isso seria favorável pra mim , você poderia me indicar pigmentos bons e base pra as tintas que fossem menos tóxicos e tivesse boa qualidade ? Ou se não tiver uma maneira segura de fazer tintas , quero fazer uma tinta de boa qualidade , mas me preocupo também com a saúde , seria de grande ajuda a sua indicação de matérias.

    Curtir

    • iriamstar disse:

      Olá Emerson.
      Desculpe a demora em respondê-lo, mas tive uma semana muito atribulada.
      Para fazer suas próprias tintas com segurança, é necessário que as faça num ambiente bem ventilado e use máscara. Luvas também são bem-vindas. Evite pigmentos à base de metal pesado, especialmente o cromo, mercúrio, chumbo, entre outros. Os pigmentos ferruginosos são mais seguros.
      O medium acrílico, embora inodoro, é volátil, de modo que o óleo é mais interessante, desde que não use solventes para limpar os pincéis.
      Mais seguro que fazer sua tinta , é comprá-las prontas, pois as fábricas têm ambiente especial para produzi-las.
      As boas marcas trazem informações sobre toxicidade e resistência do pigmento na embalagem. Nunca use um produto falsificado ou uma marca desconhecida, que não traz muitas informações relativas à sua composição e segurança.
      Quando estava aprendendo a pintar, costumava fazer minhas tintas com cola branca, para madeira. A base dela é o polivinilpirrolidona, inofensivo nesse formato. Ela seca tão rápido quanto a tinta acrílica e, embora não tenha o mesmo brilho, é bastante razoável.
      A tinta látex também pode ser utilizada, mas suas cores são mais opacas e rebaixam quando secam, assim como o guache.
      Independente da tinta que for usar, lembre-se de tomar cuidado para não sujar a pele e sempre trabalhar num ambiente ventilado.
      Abraços e sucesso.

      Curtir

      • carlos disse:

        Olá eu também não sabia que sujar as mãos ao pintar não e recomendável muito boas suas dicas vou procurar o óleo de linhaça também

        Curtir

  5. No trabalho para o preparo das tintas (a mistura com a água )para a pintura das paredes de minha casa foi feito debaixo de pés de uva. Alguns cachos as uvas murcharam e apodreceram antes do tempo da colheita. As que resistiram podem ser consumidas?

    Curtir

    • iriamstar disse:

      Prezada Sra. Terezinha,
      Possivelmente sua videira foi prejudicada pelas tintas. Entretanto, não sei lhe dizer se as uvas restantes estão contaminadas ou não pelos elementos da tinta, a ponto de prejudicar a saúde das pessoas.
      Seria interessante você acessar a página do fabricante das tintas e verificar sua composição química. Veja se há metais pesados, medium acrílico ou produtos derivados de petróleo.
      Para cada cor que usou, a composição química é diferente.
      Se não tiver muitas informações no site, ligue para a empresa.
      Caso ainda persista a dúvida, é melhor não consumir as uvas.
      Abraços.

      Curtir

  6. Elaine disse:

    Olá!

    Muito bom o post.
    Estava procurando no Google pq já faz um tempo que não pinto e então ao terminar a pintura me senti meio mal, e então procurei saber um pouco sobre o assunto. E as tintas gouache e aquarelas tb são tóxicas?

    Super obrigada!

    Curtir

    • iriamstar disse:

      Obrigada Elaine.
      As tintas têm pelo menos 2 componentes básicos: o pigmento que lhe dá corpo, que pode ou não ser colorido e o aglutinante. No caso das aquarelas e do guache, o aglutinante são colas, que, em geral, são atóxicas. O solvente dessas tintas é a água, também atóxica. Restam os pigmentos.
      Para saber se os pigmentos das suas tintas são tóxicos, procure os nomes nas embalagens. Alguns pigmentos e anilinas são atóxicos, como o vermelho da colchonilha, por exemplo. Entretanto, é mais comum que os pigmentos de origem animal ou vegetal e atóxicos sejam menos estáveis, ou seja, desbotam mais rapidamente com a exposição à luz. Há pigmentos mais estáveis, como o vermelho de cádmio, mas são tóxicos. Infelizmente, os pigmentos e corantes derivados de metais pesados são mais bonitos e brilhantes, mas mais perigosos.
      A solução é ter cuidado para não sujar a pele com as tintas e nunca trabalhar em local mal ventilado.
      Com as devidas precauções, as tintas não lhe farão mal.
      O que costuma acontecer, é que as pessoas, sem saber do potencial tóxicos das tintas, não se importam em se sujar com elas; pegam em alimentos e esfregam o olho e a boca com as mãos sujas de tinta.
      Então, se habitue a usar avental e calce luvas para lavar os pincéis. Caso suje as mão com tinta, lave-as com água e sabão.
      Espero ter ajudado. Não deixe de pintar, apenas tome os cuidados necessários e divirta-se.

      Curtir

  7. Marina Gravina disse:

    Oi, que tinta posso usar para pintar brinquedos de madeira para meu neto de um ano?

    Curtir

    • iriamstar disse:

      Olá Marina.
      Você encontrará várias marcas de tintas atóxicas para brinquedos. Basta pesquisar por “Tintas atóxicas para brinquedos” para encontrar os fornecedores na internet.
      Também vai encontrar tintas atóxicas nas lojas de material para arte e artesanato. Elas devem ter zero ou baixo índice de compostos orgânicos voláteis (COV).
      Em geral, as tintas vinílicas e à base de látex têm baixa toxicidade, mas novamente, alerto para que consulte os rótulos das tintas. Há algumas tintas à base de óleo que foram alteradas para serem atóxicas ou conter baixo índice de COV. Procure por selos da ABNT e ABRINQ nas embalagens.
      Não escolha marcas muito baratas, pois, em geral têm mais compostos tóxicos e tendem a descascar com maior frequência.
      As tintas devem ser aplicadas em camadas finas. Espere cada camada secar, para então aplicar a próxima.
      Será bom aplicar um selante ao final da pintura. Os cuidados para a escolha dos selantes são os mesmos que para escolha das tintas, ou seja, com zero ou baixo índice de COV.
      Espero ter ajudado.
      Abraços.

      Curtir

  8. Hauajajja disse:

    Olá! Gostaria de saber: a tinta nanquim, que uso com bico de pena, é tóxica? Se é, como faço para me proteger da toxidade?

    Curtir

    • iriamstar disse:

      Hauajajja,
      Felizmente a tinta nanquim fabricada hoje é muito diferente daquela usada até o final de século XIX, quando William Henry Perkins desenvolveu (1870) corantes sintéticos para tintas. Até então o nanquim possuía pigmentos a base de metal pesado e muitos artistas adoeceram e alguns até morreram em decorrência de intoxicação.
      Atualmente o nanquim é feito com uma mistura de cânfora, gelatina e um pó conhecido como pó de sapato ou negro de fumo. Esse pó consiste de nanopartículas de carbono.
      Desta forma, a tinta nanquim é bastante segura.
      Mas fica aqui um alerta: sempre confira a composição das tintas que usa. Boas marcas não omitem essa informação nos rótulos.
      Espero ter ajudado.
      Abraços.

      Curtir

  9. Olá. Tenho uma loja e no piso de cima meu vizinho trabalha com sublimação . Então desde que estou aqui a dois anos nunca senti um cheiro tão forte. ..insuportável de tinta. ..sinto como se estivesse fechando meus pulmões, fico com respiração curta cotiza direto. …resovi fecha as duas janelas que tenho élligo um ventilador direto pra porta
    Pois sofro de renite alérgica e urticaria. …o que devo fazer. ?

    Curtir

    • iriamstar disse:

      Simone,
      A primeira providência a tomar é ir a um médico para que ele possa fazer um diagnóstico do seu problema de saúde. Eventualmente seus sintomas podem não ter nada a ver com a empresa no andar de cima.
      Se, de fato, seus sintomas forem devido a hipersensibilidade ou alergia aos componentes da tinta, será necessário uma avaliação técnica do local para adotar uma solução adequada ao seu espaço físico.

      Curtir

  10. Muito interessante esta matéria sobre tintas gazes .Olá sou pintor de prédios manutenção geral eu trabalho com esmaltes sintéticos. Tinner.água raz inclusive lavo as mãos com ela .tambem trabalho com compressor pintando grades e outros objetos passo massa corrida e lixo e ouvi dizer l a tinta esmalte e o tinner e água raz e tóxica ela tem um agente q e nocivo e prejudicial à saúde e o hidrocarbonetos aromáticos e composto de carbono e verdade pois eu tenho seres terríveis Nós braços E obros será trabalho e uns 25 anos com isto grato

    Curtir

    • iriamstar disse:

      Jonas,
      Sempre vejo profissionais como você fazendo a mesma coisa. Eu sempre os alerto para os perigos à saúde, mas eles não mudam sua forma de trabalhar.
      O correto seria usar uma máscara própria, com filtro, luvas e camisa de manga comprida. Escolha uma blusa de malha de algodão bem leve, para diminuir o desconforto com o calor.
      Proteja a cabeça com um boné.
      Jamais limpar a tinta da pele com Tinner. Caso se suje, lave o local com água e sabão e depois limpe a pele com óleo mineral ou óleo de linhaça. Cuide para o óleo de linhaça não seja cru, ou seja, ele deve ter passado por um processo de aquecimento para eliminar os elementos tóxicos.
      Sei que os equipamentos de proteção são incômodos e no verão é pior ainda, mas preservar a saúde deve ser a prioridade de todos.

      Curtir

  11. Kelly disse:

    Olá, gostei muito do seu blog achei as informações muito importantes e tenho uma dúvida. Eu estou reformando o teto do meu quarto que tem uma textura. Minha casa foi construida nos anos 70 e sei que nesse período o regulamento de materiais como tintas não eram rigorosos como hoje. Para retirar a textura eu estou molhando a textura e retirando com uma espátula. Minha dúvida é se é possível que ao raspar a textura eu corra o risco te que essa tinta contenha algum tipo de material pesado e que isso me contamine. Uma coisa que eu observei a massa corrida é um pouco brilhante aí fiquei um pouco receosa com isso.

    Curtir

  12. iriamstar disse:

    Olá, Kelly.
    Não pude responder sua pergunta antes, por que estava numa viagem de negócios.
    Mas, imagino que sua dúvida seja a mesma de muitas outras pessoas.
    Ao raspar ou lixar qualquer superfície, é importante o uso de máscara e luvas, mesmo que a tinta não tenha metal pesado, pois a inalação desse pó já é danoso para a saúde. Fazendo tudo com cuidado, não haverá problemas.
    Abraços.

    Curtir

  13. Quais os graus de toxiquidades dos esmaltes e tinner e níveis de chubos nas tintas grato

    Curtir

    • iriamstar disse:

      Boa tarde, Jonas.
      O tinner é um solvente muito usado, mas bastante tóxico. Ele causa irritação na pele, nas vias respiratórias e nos olhos.
      Se usado constantemente sem as devidas precauções, pode provocar danos no fígado, rins e Sistema Nervoso Central (tonteiras, sonolência).
      No casos mais graves, pode até provocar infertilidade ou mal formação no feto.
      Quanto à composição das tintas, cada marca tem uma composição diferente. Em geral, ela é descrita no rótulo, mas você também vai achar informações na internet.
      Espero ter ajudado.
      Abraços.

      Curtir

  14. Gabi disse:

    O que fazer quando crianças ingerem tinta guache?

    Curtir

    • iriamstar disse:

      Boa noite, Gabi.
      Imagino que a criança tenha até 5 anos de idade. A primeira providência é lavar os resíduos de tinta com água. Verifique se o rótulo informa se a tinta é atóxica. Observe se a criança vai apresentar algum sintoma diferente: náusea, vômito, dificuldade respiratória… em caso positivo, leve-a imediatamente a um pronto atendimento. Lembre-se de pegar a embalagem da tinta, para que o médico possa identificar os componentes do produto.
      Não provoque vômito nem dê qualquer produto à criança na tentativa de coibir os efeitos de uma intoxicação.

      Outras recomendações
      Crianças até três anos de idade ainda estão na fase de experimentar tudo ao seu alcance, pois ainda não têm a noção do perigo que cada coisa pode representar. Siga rigorosamente as recomendações das embalagens de brinquedos e produtos para os bebês. Se não é recomendado para crianças até 3 anos, não os ofereça a elas.
      Há muitas tintas atóxicas para crianças, mas é bom lembrar que, mesmo sendo atóxica, algum componente da tinta pode provocar alergia. Lembre-se de testar o produto antes de oferecê-lo à criança. Basta colocar um pingo na pele e aguardar uns minutos. O aparecimento de mancha vermelha, pintinhas avermelhadas e/ou bolhas na pele é sinal de alergia, portanto, afaste o produto da criança. Mesmo que o teste alérgico dê negativo, a criança não deve ficar sozinha com a tinta, pois fatalmente vai ingeri-la. Há tintas comestíveis que podem ser feitas em casa. Em geral são à base de amido de milho, gelatinas e anilinas comestíveis ou mesmo frutas.
      Novamente faço aqui o alerta: pigmentos e anilinas podem provocar alergias nos bebês.
      Espero ter ajudado.

      Curtir

  15. Christian disse:

    Olá iriamstar, primeiramente parabéns pelo seu trabalho e por todas as informações e esclarecimentos prestados neste espaço.
    Gostaria de saber se você pode me ajudar a esclarecer uma dúvida.
    Trabalho em uma empresa e no galpão vizinho foi instalada uma empresa de fabricação de lustres.
    Começamos a sentir um cheiro forte em nosso escritório e em alguns dias, senti os olhos e nariz ardendo. Esse cheiro fica mais forte em alguns momentos e tem vezes que sentimos mesmo com a porta do escritório fechada. Também tenho sentido um gosto estranho na boca, com a lingua ardida, não sei se tem relação com isso pois nunca tive isso antes.

    Fomos conversar com o responsável pela empresa e ele nos informou que o cheiro provavelmente seria de tinta, pois foi instalada uma cabine de pintura a aproximadamente 10-15 metros do nosso escritório. Nessa cabine de pintura tem um espécie de 3 fornos com exaustores que levam a uma chaminé que está em um telhado com aproximadamente 10 metros de altura. Ele falou que tinha exaustores e filtros nessas chaminés, porém notamos que os funcionários que estavam pintando com pistola de ar comprimido usavam apenas mascaras de tecido e não tinham luvas nem óculos de proteção, assim imagino que a empresa não esteja seguindo as normas de proteção aos trabalhadores diretos, então não temos comprovação que de fato existam tais filtros de proteção.

    Minha dúvida, é se a essa distância de aproximadamente 10 metros, podemos estar sendo afetados pelo cheiro e inalação de tintas e elementos tóxicos e o quanto isso seria prejudicial a nossa saúde.

    Agradeço antecipadamente pela atenção dispensada e novamente parabenizo pelo seu trabalho.

    Curtir

    • iriamstar disse:

      Christian,
      Obrigada pelas considerações.
      Fico feliz em saber que meus posts estão sendo úteis.
      Quanto aos seu questionamento, acho bastante pertinente desconfiar que os problemas que vêm enfrentando seja da nova fábrica.
      Uma fábrica como esta precisa mesmo seguir padrões rígidos de controle do ambiente. Os dez metros de distâncias não garantem que algumas substâncias tóxicas não alcançarão o escritório onde você trabalha.
      Seria interessante verificar se eles têm alvará do corpo de bombeiros e da prefeitura para funcionarem.
      Caso realmente tenha evidências de que os funcionários também estão expostos à intoxicação por substâncias liberadas no galpão, cabe uma denúncia ao Ministério do Trabalho.
      Nos dê um retorno, caso haja algum novo acontecimento.
      Abraços.

      Curtir

      • Christian disse:

        Olá iriamstar.
        Muito obrigado pela rápida resposta e pelo esclarecimento.
        Iremos entrar novamente em contato com o responsável e lhe daremos um retorno caso haja algum novo acontecimento. Novamente agradeço a atenção.
        Abraços.

        Curtir

  16. katia cilene galan tegedo disse:

    bom dia…tenho muitas dores no corpo a anos ja…ja perdi qte o tempo hoje ja considera fibromialgia uma doença ja fui em um especialista alguns anos atras mas no dia nao estava com a crise…conclusao nao tinha nada ai me pergunto as dores vem da onde se nao tenho nada…
    eu trabalho com biscuit e amoo as cores de tinta oleo intao a 18 anos mecho manual contato direto com a tinta ..
    muito obrigado por me ajudar,,,,
    agradeco de coraçao

    Curtir

    • iriamstar disse:

      Prezada Katia,
      A fibromialgia é uma doença crônica que acomete muitas pessoas, especialmente mulheres, de etiologia ainda desconhecida. Provavelmente há múltiplos fatores envolvidos na sua causa, mas é uma doença que não possui uma cura definida.
      A tinta a óleo, manipulada diretamente com as mãos, por muitos anos, pode sim contribuir para o aparecimento da fibromialgia, mas não é, necessariamente, a causa de suas dores.
      Recomendo que use pigmentos atóxicos, ao invés de adicionar a tinta à massinha. Caso use a tinta para pintar seu produto, tenha cuidado para não sujar as mãos. Siga as recomendações descritas no artigo.
      A qualidade de vida dos pacientes com fibromialgia fica mais ou menos afetada, dependendo da intensidade da dor e da sensibilidade de cada pessoa.
      Os médicos costumam receitar medicamentos diversos, variando desde um analgésico comum até analgésicos contendo opióides, antidepressivos, hipnóticos (para induzir o sono) e até anticonvulsivantes. O problema é que tais medicamentos são viciantes, seus efeitos diminuem com o tempo, necessitando aumentar as doses cada vez mais, podem provocar alterações no seu humor, e no raciocínio.
      Sou adepta a tratamentos menos agressivos: acupuntura; quiropraxia; psicoterapia; exercícios físicos regulares, de 3 a 5 vezes na semana, como hidroginástica, musculação, pilates; fisioterapia; terapia ocupacional; uma boa alimentação com a inclusão de frutas, nozes, castanhas e similares e muito líquido e, se necessário, suplementação vitamínica e de oligoelementos como vitamina D, magnésio, potássio, entre outros. Mas, cuidado. Não vá se automedicar. Até vitamina pode ter efeito colateral. Só deve usar tais medicamentos depois que o médico conferir o nível deles no seu sangue , para então receitar a dose correta.
      Espero ter ajudado.
      Abraços.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s